A Conexão Consigo Mesmo e com a Natureza – Civilização Inca!

 

Os povos andinos nos ensinam que é possível buscar a conexão entre o nosso Eu e a Natureza. Eles mantém uma tradição forte em estabelecer essa relação direta.

 

Estimulam a necessidade de cada um refletir, fazer uma viagem para dentro de si mesmo, para detectar o sentido das nossas buscas, o que nos faz sonhar e realizar, sobre quais são, efetivamente, os nossos valores.


A Civilização Inca resultou da sucessão de culturas andinas pré-colombianas e um Estado-Nação, o Império Inca ou Império dos Quatro Cantos, oeste, norte, leste e sul. Existiu na América do Sul, de 1200 até a invasão dos espanhóis em 1533. Eles davam muita importância às quatro direções, as quais deram seus significados e simbolismos, são eles:


- Leste: começo de tudo, início do ciclo das estações – a primavera - elemento fogo, relacionado ao nível espiritual, princípio masculino, animal é o Condor;
- Sul: juventude, alegria, criança interior, elemento água, relacionado ao nível emocional, estação verão, animal é o golfinho;
- Oeste: inconsciente, processos terapêuticos e cura, princípio feminino, elemento terra e estação do outono, relacionado ao nível físico e saúde, fase adulta da vida, animal é o urso;
- Norte: ancestralidade, sabedoria e conhecimento, última fase da vida, elemento ar e estação do inverno, relacionado ao nível mental, animal é o touro.


Que as trocas que realizarmos com a beleza da Mãe Natureza nos ajude a reconhecer a nossa própria beleza interior, a celebrar o que temos de mais precioso em nós, o que realmente importa e que terá, certamente, um impacto significativo em nossas vidas. Que o comprometimento com a nossa essência nos conduza, cada vez mais, ao caminho da realização, da prosperidade e da sabedoria!

 

 

Por Sílvia Deschamps - Psicóloga do Esporte, do Exercício e Coach

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / www.psicologiadoesporteedoexerccio.blogspot.com